noticia 6

Projeto Azahar: Flor de Laranjeiras comemora Dia do Meio Ambiente com ações de educação ambiental

Dia 5 de junho, Dia do Meio Ambiente, é dia de refletir sobre a preservação ambiental e dos recursos naturais. Por isso, o Projeto Azahar: flor de Laranjeiras – que atua na promoção da segurança hídrica e é desenvolvido pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe (Fapese), em parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS) e a Petrobras, por meio do projeto Petrobras socioambiental – desenvolveu e participou de uma série de atividades alusivas à data, no município de Laranjeiras. As ações integram a programação oficial da II Semana de Meio Ambiente de Laranjeiras, promovida pela Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Meio Ambiente.

A coordenadora técnica do Projeto Azahar: flor de Laranjeiras, Hannah Uruga, esteve presente na abertura do evento, que foi marcada pela inauguração da Sala Verde de Laranjeiras, no Bureaux de Turismo do município. O lançamento contou com a presença de estudantes da Escola Municipal Sizino Franco, do secretário de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Laranjeiras, Ruiter Alves, da coordenadora do projeto Salas Verdes em Sergipe e representante da Sedurbs, Anne Aline Feitosa e do coordenador da Sala Verde de Laranjeiras, Paulo Sérgio Melo dos Santos.

Durante o lançamento, Hannah Uruga apresentou as diretrizes e principais ações desenvolvidas pelo Azahar no período de dois anos.  “Vamos estudar o estado do rio Sergipe e do seu afluente Cotinguiba para saber como está a quantidade e qualidade de sua água e como isso impacta na qualidade de vida da população”, apontou, destacando que o projeto também tem realizado ações de educação ambiental, de pesquisa científica e de restauração florestal.

“Pretendemos envolver e contar com o envolvimento da comunidade na execução das atividades, afinal, o projeto é desenvolvido para melhorar a qualidade de vida da populaça dê Laranjeiras“, apontou, ressaltando que o projeto é realizado integralmente no município, com ênfase nas comunidades de Bom Jesus e Pedra Branca.

Durante a inauguração, o Secretário de Meio Ambiente de Laranjeiras, Ruiter Alves, explicou que em todo o estado de Sergipe, foram contempladas cerca de 20 cidades com a implantação da Sala Verde, projeto do Ministério do Meio ambiente.  “E Laranjeiras faz parte deste rol seletivo de cidades”, comemorou, acrescentando que “a Sala Verde fará parcerias com instituições governamentais e não governamentais para promover a educação ambiental”.

“Um dos objetivos do projeto Salas Verdes é atingir a população por meio da educação ambiental não formal, de modo que o tema não se resuma apenas às salas de aula junto ao alunado”, explica a coordenadora do projeto Salas Verdes em Sergipe, Aline Feitosa. Ela conta ainda que diversos projetos de educação ambiental podem ser desenvolvidos no espaço recém-lançado, e que o local será equipado de materiais didáticos e educativos, a exemplo de vídeos e cartilhas, que servirão de base para o trabalho de educação ambiental a ser desenvolvido.

Educação Ambiental

Na Escola Municipal Leonídio Leite, no povoado Bom Jesus, em Laranjeiras, o Dia do Meio Ambiente foi marcado por debates sobre a importância dos recursos hídricos e sobre o papel da população na sua preservação. Estes e outros temas foram debatidos durante a palestra “Tome consciência: a água do planeta pode faltar!”, promovida pelo Projeto Azahar: flor de Laranjeiras para cerca de 200 estudantes de ensino fundamental da escola.

Com música, vídeos e atividades lúdicas, a Mestre em Recursos Hídricos pela UFS e assessora em Educação Ambiental do Projeto Azahar, Aldjane Moura, encantou e envolveu os estudantes do ensino fundamental menor, no turno da manhã. Já à tarde, a palestra foi permeada por reflexões por parte dos estudantes do ensino fundamental maior, guiadas pelo professor Cristyano Ayres Machado, Pós Doutorando em Recursos Hídricos pela UFS, membro do Grupo de pesquisa ACQUA-UFS e colaborador do Projeto.

Semana do Meio Ambiente

Ainda como parte da programação do evento, foram realizadas as palestras “Agenda 2030 e os desafios do desenvolvimento”, ministrada pela professora mestra Leonilde Gomes da Silva Agra, e “O ICMS ecológico como instrumento de desenvolvimento sustentável local”, proferida pela mestra Isabella Moura Carvalho Lima, na Câmara de Vereadores.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print