RESTAURACAO_FLORESTAL-Logo

RESTAURAÇÃO FLORESTAL

A recuperação de áreas degradadas é uma das principais atividades para o equilíbrio ambiental com repercussões positivas na flora, fauna, na quantidade e na qualidade dos cursos das bacias hidrográficas. Por isso, o projeto Azahar: flor de Laranjeiras realiza o plantio de espécies nativas com fins de restauração florestal no bioma Mata Atlântica.

Conheça algumas ações deste eixo do projeto:

 Diagnóstico de áreas degradadas, por meio de levantamento de áreas que necessitam de intervenção do homem para o pleno desenvolvimento da vegetação nativa. Estas áreas – prioritariamente de agricultura familiar, comunidades ribeirinhas, quilombolas, assentamentos rurais ou áreas em que os moradores solicitam o reflorestamento – receberão posterior intervenção com técnicas de restauração florestal que se adequem ao ambiente degradado.

– Cercamento, com a finalidade de isolar determinada área da ação de agentes externos, como animais e até o próprio homem. O objetivo é permitir a germinação das sementes de plantas nativas e/ou o desenvolvimento de espécies preexistentes no local e/ou o plantio de mudas de espécies florestais

– Plantio de mudas de espécies florestais, consiste na adição de espécies nativas, cultivadas inicialmente em viveiros, para que possam se desenvolver na área com a finalidade de restauração florestal, a fim de resgatar as características do ambiente natural.